Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


 The Photographers

 

Rita Tojal Quintela

 

"Sou Engenheira de formação, mas a fotografia sempre foi uma paixão, que já vem dos meus pais que sempre tiraram muitas fotografias e assim continuei eu, com uma pequena máquina sempre no bolso com encontros de família ou amigos.

 

Foi no ano do meu casamento, em 2010, que me ofereceram a primeira máquina reflex, e foi com ela nas mãos que decidi tirar um curso de fotografia para melhor conhecer as minhas potencialidades e da máquina fotográfica. Finalmente comecei a puder recorrer a mais técnicas além do simples "jeito para a fotografia" e o curso de amador, terminou em profissional.

 

O CV Love é o curriculum vitae de felizes e bons momentos refletidos em fotografia, porque para mim é a melhor forma de manter vivos e acesos esses momentos especiais que todos vamos vivendo.  E afinal,  quem não gosta de reviver felizes momentos?!"

 

 

 

Rita Ferro Alvim

 

Rita Ferro Alvim nasceu em 1976 e é licenciada em Marketing e Publicidade pelo IADE com uma pós-graduação em Comunicação e Imagem também pelo IADE. Tem desenvolvido a sua atividade profissional nas áreas do jornalismo e da publicidade, tendo sido relações públicas freelancer na área dos eventos e trabalha desde 2001 na SIC Notícias.

 

Lançou o livro socorro! Sou mãe... com a Editorial Presença que ja vai em 4a edição.

 

Daí nasceu o blog homônimo onde partilha as aventuras da maternidade. Deste diário de bordo onde publica fotos da sua autoria lançou-se recentemente noutro desafio que é a fotografia de famílias, Crush.

 

 

 

 

 

Mafalda Rodrigues

 

 

"Sempre manifestei gosto pela fotografia, não me lembro de não ter uma máquina ao longo da minha infância e adolescência, da analógica à digital!
Contudo, foi durante a faculdade que quis saber mais. Comprei uma máquina semi profissional e fiz dois cursos de fotografia digital para conhecê-la melhor. A partir daí nunca mais me separei da minha companheira. Mesmo licenciada em Educação, decidi dedicar-me a 100% à fotografia por ser esta que me faz sentir realizada no final do dia.
Gosto de registar momentos reais, sentimentos genuínos e acho que a fotografia é uma forma de os eternizar com facilidade."

 

 

 

Mariana Sabido

Mãe 360'

 


 

 

"A Mariana consegue fotografar aquilo que não se vê. É isso que distingue as fotografias da Mariana. Eu chamo-lhe alma. Mas poderia chamar-lhe magia.
Olhamos para a Mariana e vemos uma menina. A Mariana é uma menina: no sorriso, na leveza que lhe permite fotografar sem ser vista. Deve ser esse o segredo para conseguir a magia de fotografar aquilo que não se vê.
Mas fotografar com magia, fotografar a alma, só é permitido às fadas e a quem fotografa há muito tempo.

A Mariana começou a estudar fotografia em Lisboa, com apenas 18 anos. Depois disso trabalhou, tirou um curso de web design e continuou a estudar. Parte para o Brasil, em 2004, onde estudou Design e Fotografia na Miami Ad School. No Brasil trabalha como assistente de alguns fotógrafos e com Filipe Jardim, ilustrador. Dois anos depois recebe um convite de Filipe Jardim para trabalhar, em Paris, durante três semanas. Fica seis meses, tempo durante o qual colabora, também, com o cineasta e designer Edouard Salier e vários fotógrafos. Apaixonada pelo mundo e pela imagem, Mariana vai estudar para Londres, em 2006, na Westminster University, Master Photography Studies. A vida trouxe Mariana de volta a Portugal, para o Algarve, onde o mar, com todos os elementos da natureza, se tornaria uma das influências mais marcantes das suas fotografias.

A menina que conhecera o mundo, tinha agora uma casa cheia e decidiu partilhar esse dom com outras famílias. Assim, em 2008, Mariana começa a fotografar famílias. Hoje Mariana é mãe, vive com a pequena Laura em Lisboa, e fotografa. Uma menina com a leveza das fadas que lhe deram o dom, e a sabedoria de tudo o que estudou para apurar a capacidade de fazer magia."

by Catarina Beato

 


 

Marta José

Dreamaker

 


 

A Marta José, que assina com o bonito nome Dreamaker, é artista plástica de formação e sonhadora desde sempre.


Cresceu a imaginar fadas e gnomos no jardim e ao desenhar passou a materializar  esses sonhos. Mais tarde, a fotografia veio a revelar-se o meio mais eficaz de transpor a magia para a realidade.


Captar emoções é o que a faz feliz e fazer os sonhos dos outros acontecerem,  é o seu objectivo.

 


Rita Barreto

Still Fotografia

 

 

 

 

Não se recorda exactamente de quando começou a gostar de Fotografia e de fotografar, mas sabe que foi há mais anos do que os dedos das mãos permitem contar. Doze, pelo menos. 

 

O fascínio intensificou-se nos primeiros anos de faculdade, quando pediu emprestada uma máquina digital a uma amiga para poder participar num concurso nacional de fotografia. Pouco depois conseguiu comprar a sua primeira máquina fotográfica digital, que juntou à Olympus OM 10 que pediu emprestada ao seu pai (e, acrescente-se, não devolveu até hoje). Foi, aliás, esta pouco moderna mas extraordinariamente fiel máquina que levou a que esta paixão se tornasse em algo mais sério. Porque com a descoberta da magia de fotografar em filme, vieram também o primeiro curso de fotografia, as primeiras noções de técnica e as primeiras experiências de revelação a preto e branco, em laboratório.

 

O passar do tempo trouxe consigo mais cursos e novos elementos para a família das máquinas fotográficas. Mas trouxe também, e principalmente, uma mudança de perspectiva em relação ao (seu) acto de fotografar. Quando, em 2012, perdeu os seus dois avôs e percebeu que tinha muitas fotografias deles mas - e porque está quase sempre atrás da máquina -  nenhuma com eles, percebeu também a importância de guardar, para sempre, imagens das nossas pessoas e das nossas relações mais importantes. Decidiu, então, que o que já não podia fazer por si e pelos seus dois avôs, faria pelos outros, familiares e estranhos. Porque a passagem do tempo prega-nos partidas e onde a memória humana falha, a fotografia preserva. Até ao infinito do tempo.

 

 

 

Inês CM

After Click

 

 

 

Apaixonada por fotografia há 8 anos. Os mesmos que está com o culpado que a fez descobrir. Não foi amor à primeira vista, demorou até que  descobrisse a fundo e que já não conseguisse viver sem ela e, aí, o culpado foi outro. Nasceu há dois anos e por ele adiou projectos, sonhos e planos, mas se assim não fosse, talvez não se atirasse agora nesta aventura.

A After Click nasceu em Setembro de 2012 e começou por ser After Click Books. Cansada de mostrar as suas fotografias no computador e, por necessidade, paginou e imprimiu o primeiro livro. Daí foi um instante até perceber que o mesmo se passava com todos os que tinham uma câmara em casa.

Continuam a paginar livros com o mesmo entusiasmo da primeira vez mas juntámos, também, a fotografia que há muito andava a ser adiada. Adora fotografar pessoas e registar o que mais ninguém vê. Gosta de passar despercebida, É perfeccionista e impaciente mas a paciência e o tempo tornam-se infinitos com a câmara nas mãos.

 

 

 

 


Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D